Assessores e entidades planejam Congresso

A Capital cearense sediará, em 2012, o Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação da Justiça (Conbrascom), que é promovido anualmente […]

A Capital cearense sediará, em 2012, o Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação da Justiça (Conbrascom), que é promovido anualmente pelo Fórum Nacional de Comunicação e Justiça (FNCJ). Para planejar o evento, os assessores de diversos tribunais, Ministérios Públicos, Defensoria Pública e entidades de classe dos membros destas instituições estão reunidos hoje, dia 9/1, desde as 9 horas, na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT).

Segundo o presidente do Fórum, jornalista Moacir Maia, além dos assessores cearenses, está presente na reunião a jornalista Flávia Arbache, assessora do MPT no Rio de Janeiro e integrante da coordenação do FNCJ. Ela vem repassar a experiência que teve na organização do Congresso de 2011, ocorrido na Capital fluminense, quando Fortaleza foi eleita por maioria absoluta para sediar o próximo evento.

Durante o Conbrascom, haverá, além de palestras e oficinas, a entrega do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça, que visa reconhecer os melhores produtos e iniciativas das Assessorias de Comunicação nos órgãos do Judiciário, Ministério Público, Defensorias, Tribunais de Conta e entidades de classe do setor.

A reunião objetiva, além de integrar e envolver na organização do evento os assessores do segmento no Ceará, possibilitar a definição de temas de discussão, sugestões para as composições de mesas, oficinas e regulamento do prêmio. Questões como a data e o local do evento também estão na pauta.

Até quarta-feira, dia 11, o presidente do FNCJ e a diretora Flávia Arbache também realizarão visitas aos presidentes dos Tribunais locais e procuradores-chefes dos Ministérios Públicos (Estadual, Federal e do Trabalho) para apresentar o Fórum, divulgar o Congresso e pedir o apoio à realização do evento, especialmente quanto à liberação dos assessores para a participação e organização do Conbrascom.

O FNCJ é uma instituição de direito privado sem fins lucrativos fundada em março de 2002, durante o encerramento do III Encontro Nacional dos Assessores de Comunicação do Judiciário e do Ministério Público, ocorrido em Maceió (AL). O objetivo do Fórum é ampliar o debate sobre a comunicação na Justiça, envolvendo juízes, procuradores, promotores, jornalistas, publicitários, organizações governamentais e não-governamentais, bem como a sociedade civil, de forma a construir organizações onde a comunicação esteja a serviço do cidadão.