CONBRASCOM 2018: Resumo do evento!

Realizado em Cuiabá (MT), o CONBRASCOM 2018 reuniu mais de 170 profissionais de Comunicação do sistema de Justiça brasileiro – […]

Realizado em Cuiabá (MT), o CONBRASCOM 2018 reuniu mais de 170 profissionais de Comunicação do sistema de Justiça brasileiro – Tribunais, Ministérios Públicos, Defensorias, Conselhos e entidades representativas de magistrados, procuradores, servidores e da advocacia – além de estudantes e pesquisadores da área. Foram 108 instituições representadas, um recorde do evento que promoveu a sua 14ª edição.

Dessa vez, o tema foi “Como emplacar resultados em Comunicação”, alusivo ao ano de Copa.

#Conbrascom2018 teve o apoio do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (sede do evento), do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (MT), da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso e da Associação Mato-Grossense de Magistrados. O evento também teve o patrocínio da EV Administradora de Benefícios, da Astre Corretora de Seguros, da Cervejaria Louvada e da IMG Mídia Visual.

 

Abertura

EdneyNa solenidade de abertura do #Conbrascom2018, o presidente do FNCJ, Edney Martins (foto), destacou que a atuação das assessorias de Comunicação ganha cada vez mais importância estratégica nos tempos em que controle, confiança, transparência, diversidade, governança e participação são as palavras do momento.

Edney também comentou sobre as expectativas para a edição deste ano: “Sempre aprendemos uns com os outros. Dessa forma, de hoje até sexta-feira, teremos diversos instantes de troca de conhecimento e de oportunidade de capacitação, para podermos ampliar o alcance das informações que levamos em frente. Palestras, oficinas, painéis e todos os momentos de intervalo são instantes de aprendizado, o que consolida este congresso como um importante momento de formação dos profissionais que atuam nesse segmento”.

Também compuseram o dispositivo oficial da cerimônia a presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (MT), desembargadora Eliney Bezerra Veloso, o defensor público-geral Silvio Jeferson Santana, representando o Colégio Nacional de Defensores Públicos, e o coordenador de Comunicação do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Ranniery Queiroz.

 

Palestra de abertura – Dado Schneider

Dado SchneiderO primeiro palestrante do #Conbrascom2018, Dado Schneider, deu show. Abordando o tema “Mudar é preciso: como a comunicação pode fazer diferente?”, Dado enfatizou a importância de todas as pessoas, especialmente os comunicadores, entenderem as transformações da sociedade e aceitarem o novo, ainda que não gostem de certas novidades em termos de comportamento, tecnologia, cultura e outras.

Ele comentou que, como profissionais de comunicação, devemos compreender os clientes do presente e do futuro das nossas instituições: a geração Z, nascida no século XXI, muito mais munida de informações e de padrões comportamentais totalmente diferentes do que os das gerações anteriores. Segundo Dado, a Comunicação precisa se modernizar, começar a adaptar a linguagem a esse público e encontrar meios de se comunicar com ele de maneira eficiente. Conforme o palestrante, trata-se de um desafio e tanto, porque ninguém está 100% preparado para isso ainda.  Valeu a reflexão!

 

Palestra “Relacionamento: a bola da vez” - Rodolfo Araújo

RodolfoA quinta-feira foi um dia de muito conteúdo no #Conbrascom2018. A primeira palestra foi ministrada pelo jornalista Rodolfo Araújo, diretor de comunicação e conteúdo do movimento “Todos Pela Educação”. Ele falou sobre o tema “Relacionamento: a bola da vez”. Rodolfo destacou que, para conquistar a confiança dos cidadãos e criar vínculos sólidos com eles, as instituições devem investir no diálogo, em uma relação horizontal. Precisam compreender as necessidades e os interesses dos públicos e entregar conteúdo com significado e relevância para cada um deles. Segundo Rodolfo, hoje não basta para o comunicador apenas entregar informação: ele deve, também, tentar participar das conversas dos cidadãos. Além disso, os comportamentos das instituições precisam estar alinhadas ao discurso externo – caso contrário, esse descuido trará prejuízos às suas reputações.

 

Painel “Conteúdo é tudo” – Soraia Lima

SoraiaA jornalista e professora universitária Soraia Lima participou do painel “Conteúdo é Tudo”, no #Conbrascom2018. Ela recomendou que as assessorias invistam em storytelling, ou seja, em produção de narrativas que conectam, engajam e trazem o público para o contexto proposto pela instituição. Soraia também citou os canais de comunicação que estão em alta no mundo digital, caso de blogs, redes sociais e newsletters. A palestrante passou algumas dicas de como potencializar a audiência dessas mídias, como, por exemplo, manter uma boa periodicidade de postagens, um mailing atualizado (no caso de newsletter), adequar o canal às necessidades do público e ter atenção especial à encontrabilidade (possibilidade de o usuário encontrar nas ferramentas de busca os seus canais de comunicação). Nos últimos dias, Soraia ainda monitorou a busca dos internautas por informações sobre Justiça na internet, e constatou que a maioria deles ainda procura se informar por meio de sites e acessa esses portais por computador desktop, e não pelo celular.

 

Painel “Conteúdo é tudo” – Cláudia Lemos

CláudiaTambém participante do painel “Conteúdo é Tudo”, a jornalista Claudia Lemos, editora da TV Câmara, professora e pesquisadora, focou sua apresentação na Comunicação Pública. Ela recomenda que as assessorias revejam seus esforços, para checar se o trabalho que estão realizando realmente é interessante para o cidadão hoje em dia. Nesse sentido, afirmou que as organizações devem evitar investimento em publicidade institucional, a fim de se autopromoverem, pois esse tipo de conteúdo não importa mais para o cidadão. Dentro de uma dimensão democrática de Comunicação, Cláudia entende que as Instituições devem privilegiar conteúdos que promovam transparência, serviços e debates sobre temas relevantes.

 

Palestra “CHATBOT – Utilizando a inteligência artificial para atender à população” – Raquel Costa

raquelA coordenadora de redes sociais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Raquel Costa, apresentou no #Conbrascom2018 o Chatbot utilizado pela instituição. A ferramenta começou a ser usada em novembro do ano passado. Trata-se de um robô que atende automaticamente os eleitores por meio do Twitter. O ChatBot é capaz de responder a 45 perguntas – entre as mais frequentes feitas pelos cidadãos – e prestar serviços como consultas sobre situação eleitoral e local de votação, expedição de certidão de quitação eleitoral, download do e-título e outros. Isso reduz significativamente a necessidade de as pessoas se dirigirem até os cartórios eleitorais. De novembro até hoje, foram atendidos mais de 189 mil usuários. Conforme Raquel, os próximos passos são ampliar o leque de perguntas e serviços, expandir o chatbot para o Facebook e Google Assistant, e criar um “personagem” para tornar o atendimento ainda mais amigável.

 

Painel “Gestão da Comunicação: Como formar times que batem um bolão” – Patrícia Resende

PatriciaNo painel “Gestão da Comunicação: Como formar times que batem um bolão”, a secretária de comunicação do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Patrícia Resende, falou da experiência de administrar uma equipe numerosa de profissionais, que produz conteúdo para uma grande diversidade de canais. A jornalista explicou que, para o trabalho funcionar bem, é preciso definir claramente as atribuições de cada integrante e colocar as pessoas certas nos lugares certos. Patrícia elencou no #Conbrascom2018 elementos-chave da gestão da equipe no TST: planejar, treinar, aceitar desafios, improvisar quando necessário, inovar, repensar estratégias, aproveitar oportunidades, motivar e agradecer. Por outro lado, observou, há dificuldades a serem enfrentadas, como contingenciamento de recursos, cortes orçamentários e períodos de sobrecarga de trabalho.

 

Painel “Gestão da Comunicação: Como formar times que batem um bolão” – Daniel Nardin

DanielNo mesmo painel sobre gestão de equipes no #Conbrascom2018, o secretário de comunicação do Governo do Estado do Pará, Daniel Nardin, explicou o processo de reorganização da Secretaria. Entre as mudanças, a aproximação e parceria entre os setores de Jornalismo e Publicidade na produção conteúdo, o que trouxe ótimos resultados em campanhas sobre temas relevantes. Entre elas, as que promoveram o combate à violência contra a mulher e a importância da doação de sangue, com impacto positivos nas estatísticas das duas áreas. Daniel também comentou um aspecto bem interessante da sua equipe: a presença proposital da diversidade, com profissionais de diferentes gêneros, raças, ideologias e religiões, o que enriquece o debate interno sobre os temas tratados pela Comunicação.

 

Oficina “Técnicas de Avaliação e Medição de Resultados em Comunicação” – Daniela Senador

DanielaA sexta-feira do #Conbrascom2018 iniciou com uma palestra sobre um tema desafiador na Comunicação: a mensuração de resultados. A convidada foi a jornalista Daniela Senador, especialista em novos negócios, marketing, comunicação e inovação, e sócia da agência Soneto Digital

Daniela começou sua apresentação destacando a importância de se medirem resultados, porque eles demonstram o valor real do trabalho para gestores e equipes. “É o que efetivamente está trazendo de retorno para a sua Instituição. Fazer apenas o que acha que dá certo e apostar em estratégias sem embasamento de dados não existe mais”, disse, acrescentando que, atualmente, tudo é possível de ser medido no mundo digital.

Conforme a palestrante, estudos mostram que o investimento em marketing analytics aumentará nos próximos três anos. Nesse cenário, se destaca o profissional que entende de comunicação e de análise de estatísticas.

Daniela explicou aos palestrantes os quatro passos para a métrica de resultados: definição de indicadores de performance (chamados de “KPIs”, key performance indicators), coleta de dados com foco nos KPIs, análise de resultados e, por fim, apresentação, decisão e tomada de ação. A análise deve ser feita com o cruzamento de vários dados, sempre tendo como referência o que se quer saber. A convidada apresentou exemplos práticos de indicadores e explicou como coletá-los e interpretá-los, utilizando principalmente a ferramenta Google Analytics.

 

Painel “Construindo estratégias que geram resultados” – Felipe Bogéa

Felipe

No painel “Construindo estratégias que geram resultados”, o convidado Felipe Bogéa – especialista em marketing digital e professor da FGV – falou sobre como gerir redes sociais de maneira eficiente. Entre as várias dicas, o convidado enfatizou a importância de personalizar um canal (Facebook, Twitter, Instagram, etc) para apenas um dos públicos-alvo. Para Felipe, a generalização dos destinatários faz perder o foco e a eficiência. “Quem tenta falar com todo mundo, não fala nada com ninguém”, afirmou.

 

 

Painel “Construindo estratégias que geram resultados” – Alexandre Araújo

alexandreEncerrando as apresentações do #Conbrascom2018, o publicitário Alexandre Araújo levou aos participantes uma ideia que ele considera “o pulo do gato” na comunicação interna: a descentralização. Isso significa capacitar líderes de unidades da instituição em comunicação. Afinal, pesquisas mostram que 66% dos profissionais preferem receber informações diretamente do seu chefe, em vez de buscá-las em canais como intranet, jornal mural e outros. Quando as unidades também são capazes de comunicar seus assuntos – ainda que com suporte da área de Comunicação – o setor de Comunicação Social pode focar seu trabalho naquilo que é mais importante: a estratégia da Instituição. Alexandre é diretor de arte do Núcleo de Editoração e Criação da Secom do Tribunal de Contas da União, com ampla experiência na comunicação interna do órgão.

 LEIA TAMBÉM: Confira o resultado do 16º Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça

 

Texto: Gabriel Borges Fortes (TRT4/FNCJ). Fotos: Gabriel Borges Fortes e Tony Ribeiro e Otmar de Oliveira (TJ-MT)