XVIII Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação do Sistema de Justiça - Edição 2024

O XXII Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça (PNCJ) é uma iniciativa do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça, organização não governamental sem fins lucrativos, fundada por assessores de Comunicação do Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, OAB, tribunais de contas, associações e instituições afins, voltada ao desenvolvimento de debates e ações para aproximar as organizações públicas do cidadão.

A premiação é realizada anualmente durante o Congresso Brasileiro de Assessores de Comunicação do Sistema de Justiça (CONBRASCOM). Em 2024, a cerimônia de entrega do Prêmio será realizada no encerramento do Congresso, em 21 de junho, na cidade de Fortaleza (CE).

O Prêmio consiste na escolha de trabalhos, projetos e/ou iniciativas elaborados pelas assessorias de Comunicação Social do Poder Judiciário e de demais instituições que integram o Sistema de Justiça. Entre elas, Ministério Público, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil, Tribunais de Contas, associações e instituições afins.

Tem o intuito, ainda, de valorizar os profissionais e as instituições que trabalham para garantir que a comunicação no âmbito da justiça seja estratégica, precisa e acessível, bem como aproxime e explique, em linguagem simples, a atuação da Justiça em todas as instâncias.

Além disso, o Prêmio busca:

  • Incentivar a realização de projetos realizados pelas assessorias de comunicação do Poder Judiciário e de demais instituições do Sistema de Justiça, tais como Ministério Público, Defensoria Pública, OAB, tribunais de contas, entre outras;

  • Promover a troca de experiências entre profissionais que trabalham na área de comunicação do Sistema de Justiça;

  • Contribuir para o aperfeiçoamento dos produtos e serviços no campo da comunicação pública, a partir do destaque de experiências inovadoras e bem-sucedidas na área;

  • Destacar e reconhecer os melhores projetos realizados pelas assessorias de comunicação do Sistema de Justiça;

  • Constituir um banco de dados para pesquisadores da área de comunicação e afins;

  • Servir como referência histórica, documentando as atividades desenvolvidas no âmbito da comunicação no Sistema de Justiça brasileiro.

O Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça é concedido nas seguintes categorias:

I - Artigo Acadêmico

II - Comunicação Interna

III - Fotografia

IV - Mídia Audiovisual

V - Mídia Digital

VI - Mídia Social

VII - Podcast e Rádio

VIII - Projeto/Campanha Institucional de Interesse Público

IX - Projeto Gráfico

X - Publicação Impressa Especial

XI - Relacionamento com a Mídia

XII - Reportagem Escrita

XIII - Vídeo Institucional

XIV - Grande Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça

ACESSE AQUI O REGULAMENTO DO PRÊMIO EDIÇÃO 2024

XVIII Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação do Sistema de Justiça - Edição 2024

Comissão Organizadora do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça

LUCIANO AUGUSTO SOUZA ANDRADE

COORDENADOR

TJ-GO - Tribunal de Justiça do Estado de Goiás

TACIANA GIESEL CUADROS

COORDENADORA

CNJ - Conselho Nacional de Justiça

JANAINA RIBEIRO SOARES

MEMBRO

MP-AL - Ministério Público do Estado do Alagoas

RAFAEL DUARTE FERREIRA GUERRA ALENCAR

MEMBRO

DP-AP - Defensoria Pública do Estado do Amapá

Jurados

  • Os projetos inscritos serão avaliados por Comissões Julgadoras, divididas em grupos de três jurados técnicos para cada categoria;

  • Os jurados serão convidados pela Diretoria do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça, em conjunto com a Comissão Organizadora do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça;

  • Os trabalhos serão apreciados pela Comissão Julgadora de cada categoria, que escolherá os finalistas: 1º (primeiro - vencedor), 2º (segundo) e 3º (terceiro) lugar da categoria que representam;

  • Os jurados avaliarão os projetos por meio de sistema eletrônico e terão 30 dias para apreciar os trabalhos e eleger os finalistas da categoria representada;

  • Os finalistas de cada categoria serão anunciados no site do FNCJ até o dia 29 de abril de 2024;

Projeto/Campanha Institucional de Interesse Público

Reportagem Escrita

Vídeo Institucional

Inscrições no Prêmio

  • As inscrições para o Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça estarão abertas de 26 de fevereiro a 18 de março de 2024 e deverão ser feitas pela internet, em sistema disponível no site do FNCJ https://fncj.org.br/premio/edicao-2024.html;

  • Podem concorrer ao prêmio, em todas as categorias (exceto Artigo Acadêmico), os setores de comunicação de instituições ligadas ao Sistema de Justiça (Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, OAB), tribunais de contas e instituições afins, desde que tenham representante inscrito no XVIII Conbrascom - Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação do Sistema de Justiça até o dia 28 de abril de 2024;

  • Após essa data, os projetos inscritos que não tiverem representante inscrito no XVIII Conbrascom (Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação do Sistema de Justiça) não serão submetidos à avaliação do Comitê Julgador do Prêmio;

  • Os projetos poderão ser de autoria de um ou mais profissionais, desde que estes estejam inseridos na área de Comunicação Social das instituições que compõem o Sistema de Justiça;

  • Os projetos inscritos devem ter sido efetivamente veiculados ou publicados no período de 01/01/2023 a 31/12/2023;

  • O autor da inscrição será considerado representante e responsável pelos trabalhos elaborados pela equipe. A ficha de inscrição permite a inserção do nome do coordenador do projeto e dos participantes da iniciativa inscrita. As informações que devem ser preenchidas na ficha de inscrição de cada categoria estão descritas no ANEXO A do regulamento;

  • Não serão aceitos projetos que ainda não foram aplicados de forma empírica na instituição;

  • Não serão aceitos projetos que já foram finalistas do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça no ano de 2023, independentemente da categoria. Depois de dois anos, os projetos mencionados antes podem participar novamente;

  • Para inscrição de projetos, deverá ser preenchido o formulário constante no sistema disponível no site do FNCJ e anexados arquivos, caso necessário, de acordo com as especificidades de cada categoria, e nos formatos previstos no regulamento;

  • A inscrição no Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação do Sistema de Justiça é obrigatória para interessados em inscrever projetos no Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça;

  • O pagamento da inscrição no XVIII Conbrascom - Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação do Sistema de Justiça deve ser realizado por meio de depósito bancário, pix ou nota de empenho, e a cópia do comprovante de pagamento ou nota de empenho, deve ser anexada na área de inscrito e encaminhada, impreterivelmente, até o dia 28 de abril de 2024, para o e-mail conbrascom@fncj.org.br;

  • Aos assessores de comunicação de instituições ligadas ao Sistema de Justiça (Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, OAB), tribunais de contas e instituições afins, filiados ao FNCJ, com anuidade em dia, é garantida inscrição diferenciada para projetos.

CONDIÇÕES PARA FILIADOS AO FNCJ INSCRITOS NO CONBRASCOM:

  • O valor da anuidade do FNCJ é de R$ 200,00 para cada assessor;

  • Os filiados ao FNCJ com anuidade de 2024 em dia poderão inscrever até 8 (oito) projetos, sem custo adicional, obedecendo ao limite de 2 (dois) projetos por categoria;

  • Cada instituição poderá ter, no máximo, 8 (oito) projetos inscritos, ainda que tenha mais de um profissional filiado ao FNCJ.

CONDIÇÕES PARA NÃO FILIADOS AO FNCJ INSCRITOS NO CONBRASCOM:

  • No caso dos assessores não filiados ou filiados sem quitação com a anuidade de 2024, será devido o pagamento de uma taxa de inscrição por projeto no valor de R$ 200,00 cada, que deverá ser paga até o dia 28 de abril de 2024;

  • O limite de projetos inscritos aos não filiados também será de 8 (oito), por instituição, obedecendo ao limite de 2 (dois) projetos por categoria;

  • A taxa de inscrição de projetos de assessores não filiados deverá ser paga por meio de depósito bancário ou Pix, e a cópia do comprovante deverá ser anexada na área de inscrito ou, encaminhada, impreterivelmente, até o dia 28 de abril de 2024 para o e-mail conbrascom@fncj.org.br.

A INSCRIÇÃO DE CADA PROJETO SÓ SERÁ HOMOLOGADA MEDIANTE:

  • Preenchimento de todos os campos constantes na ficha de inscrição de projeto;

  • Envio dos arquivos pelo sistema, conforme as especificações de cada categoria;

  • Envio do comprovante de pagamento da inscrição no evento, da filiação ao FNCJ e/ou da taxa de inscrição do(s) projeto(s) pelo sistema e pelo e-mail conbrascom@fncj.org.br;

  • Não serão aceitos projetos nos quais a assessoria de comunicação não esteja diretamente envolvida, participando da coordenação do trabalho (exceto na categoria Artigo Acadêmico);

  • No caso de projetos continuados, não serão aceitos aqueles que tenham sido vencedores no Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça no ano de 2023, independentemente da categoria. Após o interstício de um ano, a contar do ano de edição da premiação, os projetos de que trata o caput poderão voltar a concorrer;

  • A instituição pode inscrever até dois projetos na mesma categoria (respeitado o limite máximo de oito projetos inscritos no prêmio). No entanto, será vedada a inscrição de um mesmo projeto em mais de uma categoria;

  • Os projetos que não se enquadrarem nas categorias inscritas serão desclassificados pela Comissão Organizadora do Prêmio;

  • A Comissão Organizadora do Prêmio poderá sugerir a troca de categoria de projeto inscrito, caso julgue adequado melhor em categoria diversa.

O NÃO CUMPRIMENTO DE QUALQUER ESPECIFICAÇÃO DESTE PARÁGRAFO INVALIDARÁ A INSCRIÇÃO DO PROJETO.

Cronograma de Inscrição de Projetos

XVIII Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação do Sistema de Justiça - Edição 2024

Regulamento PNCJ

ACESSE AQUI O REGULAMENTO DO PRÊMIO EDIÇÃO 2024

 

RETIFICAÇÃO - DA COMISSÃO ESPECIAL PARA A CATEGORIA GRANDE PRÊMIO NACIONAL DE COMUNICAÇÃO E JUSTIÇA

Em retificação ao disposto anteriormente neste regulamento, esclarecemos que, para a categoria Grande Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça, apenas os projetos que conquistaram o primeiro lugar em suas respectivas categorias serão avaliados pela Comissão Especial. Este ajuste visa aprimorar o processo de seleção e garantir que o Grande Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça seja conferido ao projeto de mais destaque entre os vencedores de todas as categorias.

Portanto, a seleção para o Grande Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça se dará da seguinte maneira:

- Após a definição dos vencedores de cada uma das categorias (II a XIII), pelos respectivos jurados técnicos, os projetos que obtiveram a primeira colocação serão submetidos a uma nova avaliação, realizada por uma Comissão Especial.

- A Comissão Especial, composta conforme especificado anteriormente, terá a responsabilidade de avaliar e eleger, dentre os projetos vencedores de primeira colocação de cada categoria, o projeto que será agraciado com o Grande Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça.

- As notas atribuídas pelos associados ao FNCJ, por meio de votação no sistema do site, serão consideradas nesta etapa final de julgamento, complementando a avaliação da Comissão Especial.

- Em caso de empate para a escolha do vencedor do Grande Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça, prevalecerá o critério de desempate já estabelecido neste regulamento, priorizando a nota dos projetos no quesito "Criatividade, Inovação e Ineditismo".

Esta retificação entra em vigor imediatamente e deve ser considerada parte integrante do regulamento do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça 2024 para todos os fins e efeitos.

Galeria de Fotos PRÊMIO

Pesquisa de Conteúdo

Cadastre-se e fique sempre atualizado

FNCJ | Fórum Nacional de Comunicação e Justiça
CNPJ: 05.569.714/0001-39
Telefone: (11) 5242-1256

FNCJ nas Redes